Apelo testemunhos Gênova 2001 [PT]

GENOVA / GÊNES 2001 – 2021

20 ANOS DEPOIS DOS EVENTOS DE GÉNOVA 2001, O COMITÈ D’APOIO A VINCENZO VECCHI, LANÇA UM APELO A TODOS OS MANIFESTANTES À CONTRA- REUNIAO DO G8, QUE FORAM VICTIMAS OU ASSISTIRAM ÀS VIOLENCIAS, CRIMES, COMETIDOS PELAS FORÇAS D’ORDEM DO ESTADO ITALIANO.

APELO

20 anos depois da sangrenta repressao da  contra-reuniao, o comitè d’apoio lança um apelo aos 300.000 participantes à manifestaçao em Génova a um acto de solidariedade aos “10 de Génova” e, em particular, a Vincenzo Vecchi, através d’um acto simbolico de auto-inculpaçao, sob as formas de video, audio ou texto. Através deste gesto, pretendemos denunciar as leis anti-democràticas que sao “ devastaçao e saque” assim que a noçao de “concurso moral” associada. Recusamos que os “10 de Génova” sirvam de exemplo à totalidade dos participantes à manifestaçao.

Designar-se como co-inculpado é um acto solidàrio para com Vincenzo Vecchi e os 9 outros manifestantes. Uma forma de testemunho que eles nao eram 10 mas sim 300.000 ao G8 de Génova, e que o processo judicial e a “caça às bruxas” devem cessar….

Se não admitirmos que um pequeno numero de manifestantes seja tomado, arbitàriamente, como exemplo para fins de fazer-se silencio sobre qualquer forma de contestaçao e servir os interesses de um estado na sua logica de repressao e terror, temos aqui a possibilidade de defender a nossa liberdade de manifestar.

É a ocasiao de denunciar o arsenal judicial repressivo que està em vias de se instalar no seio da Uniao Europeia…20 anos depois. Assim como mostrar a nossa vigilancia para com a defesa do direito fundamental de liberdade a manifestar.

CONTEXTO

Do 19 ao 22 de Julho 2001, 300.000 manifestantes anti-mundialistas vem fazer-se ouvir às grandes potencias mundiais que um outro mundo é possivel.

Vincenzo Vecchi participou às manifestaçoes do G8 de Génova em 2001.Ele faz parte do grupo dos “10 de Génova” os quais foram arbitàriamente condenados, a titulo d’exemplo. Conjuntamente eles/elas acumularam mais de uma centena de anos de prisao,e Vincenzo foi condenado a 13 anos.Para escapar a este julgamento inadmissivel, Vincenzo refugiou-se em França. Vincenzo està sob um mandado europeu de prisao, emitido pela justiça Italiana  em 2016.

20 anos depois dos factos, o tribunal de cassaçao (em França) faz apelo ao tribunal Europeu para estatuar da validade do dito mandado, apesar de os 2 tribunais de Rennes e Angers (França) terem “quebrado” este ultimo.

Toda esta procedura baseia-se num arsenal judicial liberticida a partir de uma lei fascista (saida para a ocasiao) denominada “devastaçao e saque” de bens materiais publicos, associada à noçao de “concurso moral”, ou seja, qualquer manifestante que assiste mesmo de maneira passiva a estragos ou delitos menores no decorrer de uma manifestaçao, pode ser perseguido e inculpado a penas equivalentes às de um crime. A Culpabilidade pela intençao, é a porta aberta para a passagem da presunçao d’inocencia a culpado.O facto de introduzir esta disproporçao de penas, a repressao judicial impede os direitos fundamentais de liberdade de expressao e liberdade de manifestar. O combate do comitè d’apoio a Vincenzo é de fazer respeitar estes direitos fundamentais e impedir a extradiçao de Vincenzo para Itàlia onde ele deverà cumprir a sua condenaçao disproporcionada e “ilegal”.

 Serà possivel que em 2021, uma legislaçao do fascismo de Mussolini seja aplicada na Uniao Europeia?

Tenhamos em memoria que o Estado italiano foi condenado duas vezes pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem por actos de tortura durante estes dias sangrentos.

Tenhamos em memoria que a caserna Bolzaneto foi o palco de actos de tortura tanto corporal como  psychologica, perpétuados por agentes da ordem publica sobre manifestantes.

Tenhamos em memoria que a Escola Diaz foi saqueada, que os seus ocupantes (manifestantes ,jornalistas..) foram selvagemente matracados, que cocktails molotov foram depositados pelos carabineiros a fins de justificar a repressao violenta que se seguiu (estas provas foram retidas no processo da escola Diaz)

Tenhamos em memoria que os policias autores destes actos foram amnestisiados, pior, que alguns deles foram promovidos recentemente.

Tenhamos em memoria que a violencia da repressao policial disproporcionada foi a principal causa  da desordem publica.

E por fim, tenhamos em memoria o assassinato de Carlo Giuliani por um carabineiro que beneficiou d’uma demissao judicial.

COMO PARTICIPAR

Para enviar os vossos testemunhos existem 3 possibilidades :

  • No formulário na parte inferior desta página
  • Em nossa página do Facebook, escrevendo seu depoimento como um comentário ao post « Appel à témoignages Gênes 2001 » afixado no início de nossa página

Podem exprimir os vossos testemunhos como entenderem, mas indicamos o que pode ser dito por escrito, audio ou video. Os textos devem ter aproximadamente uma trintena de linhas, os videos uma duraçao aproximada de 1’mn, para que possamos edita-los no site e redes sociais.

Chamo me (nome) e estava entre os 300.000 manifestantes em Génova 2001. Fui vitima ou testemunha da violencia policial e considero que Vincenzo Vecchi e os 9 outros manifestantes não devem ser os “ bodes expiatorios” da repressao do estado Italiano.
Vincenzo encontra-se no banco dos acusados, eu estou ao seu lado na qualidade de manifestante.O direito de manifestar, de exprimir ideias não è um crime, mas sim um direito fundamental.
Declaro-me co-inculpado/a, declaro ter manifestado e testemunho da minha experiencia…

    veja todos os depoimentos

    Fichier(s) attaché(s)

    Fichier Ajouté le Taille
    pdf Appel - Genova 2001-2021 14/06/2021 15:46 417 Ko
    pdf Appeal - Genova 2001-2021-[ENG] 14/06/2021 15:46 435 Ko
    pdf Appello - Genova 2001-2021-[IT] 14/06/2021 15:46 441 Ko
    pdf Llamamiento - Génova 2001-2021-[SP] 14/06/2021 15:46 459 Ko
    pdf Apelo - Gênova 2001-2021-[PT] 14/06/2021 15:46 465 Ko
    pdf Aufruf - Genua-2001-2021-[D] 14/06/2021 15:46 465 Ko